Ricardo Galone, nascido em São Paulo, ensino fundamental emédio em escola pública, graduação na Universidade Cidade de São Paulo em Direito, Pós-graduação em Direito Processual Civil e Direito Tributário, trabalhou pela primeira vez aos 16 anos em uma loja de som automotivo, sem ter rendimentos, apenas auxílio transporte e a experiência adquirida.

 

Em comemoração às 100 mil curtidas da página do Facebook Vida de Advogado e como minha primeira entrevista como Editor do Vida de Advogado, resolvi entrevistar nada mais nada menos que o criador e proprietário do Vida de Advogado.

 

Enzo Bergamo, meu amigo e entrevistado da semana é também advogado, se formou em 2010 na Faculdade de Direito de Itu, aonde também se pós graduou em 2014.

 

Nicole Lange de Almeida Pires, atualmente com vinte e sete anos, funcionária pública, concluiu o curso de Direito pela FADITU – Faculdade de Direito de Itu em dezembro de 2013, sendo aprovada no Exame da Ordem dos Advogados do Brasil em junho do mesmo ano com aprovação 9.9, considerada a mais alta naquele ano. Se tornou escrevente do Poder Judiciário em novembro de 2013, ingressando como assistente de sala de Juiz em maio de 2014. Pós-graduada em Direito Processual Civil pela FADITU – Faculdade de Direito de Itu em junho de 2015 e também pós-graduada em Direito Processual Civil pela Escola Paulista da Magistratura em novembro de 2017.  Não poderia deixar de mencionar o orgulho que tenho de nossa entrevistada, uma vez que a mesma além de uma excelente profissional e batalhadora, é minha irmã.

É muito triste quando uma nação ao invés de andar para frente e cuidar, realmente de assuntos mais importantes, como por exemplo, a cracolândia em São Paulo, os leitos de hospitais públicos, escolas caindo aos pedaços e tantos outros assuntos de suma importância que aparecem na televisão todos os dias, perdem seu tempo em querer definir algo que já está definido há muito. 

Família é amor, e aonde existir amor, não importa a forma desta, será uma família e ninguém mudará isso além de Deus.

Em Defesa a todos os tipos de família.

Este 1º de junho será lembrado por Rolando Valcir Spanholo como um dos mais importantes dias de sua trajetória. Aos 38 anos, após ter trabalhado como borracheiro, costureiro e vendedor ambulante em Sananduva, no norte do Estado, ele se torna, hoje, juiz federal substituto em Goiás.

Pelo exemplo de determinação, a história do agora magistrado sensibilizou o país no início do ano, quando ocorreu a posse no Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª Região (Brasília). Após ter participado do Encontro com Fátima Bernardes, na Rede Globo, Spanholo viu sua caixa de e-mail lotar. Eram pedidos e mais pedidos de entrevista — dos quais declinou educadamente.

Rolando não é de se expor. Por isso, foi bem claro em relação aos motivos que o levaram a conversar com a ZH: divulgar sua história poderia ser importante para motivar os gaúchos, uma vez que, entre os 58 aprovados no concurso para juiz federal, somente dois eram do Estado.

 

Leia mais em: http://zh.clicrbs.com.br/rs/vida-e-estilo/noticia/2015/06/ex-borracheiro-vira-juiz-federal-apos-quatro-anos-estudando-resumos-4772396.html

 

 

Julgamentos

15 Mar 2016
Publicado em Artigos

 

Lá atrás quando me formei me deparava com pessoas que queriam pagar valores pequenos para uma audiência, preposto ou alguma diligência jurídica e eu já achava um absurdo, pensava em como alguém poderia oferecer um valor tão baixo para alguém que estudou cinco anos da vida.

Black Friday?

24 Nov 2016
Publicado em Artigos

 

Talvez no mês de novembro se ouça falar mais da Black Friday do que em dezembro no Papai Noel, porém, o segundo soa mais verdadeiro no Brasil.

Você sabe o que é a Black Friday? Vamos lá, trata-se de uma campanha de vendas a qual obviamente não foi criada em nosso País, mas sim nos EUA e lá acontece sempre na última sexta-feira do mês. Essa campanha traz descontos, ou deveria os trazer de até 80% em produtos de todas as categorias.

E qual o intuito dessa campanha? Agradar os consumidores? Também, mas o principal objetivo é o de inflar as vendas e fazer com que os consumidores antecipem as compras de Natal, e além da economia, estes não precisam deixar tudo para a última hora.

Acredito eu muitos consumidores passam pela mesma chateação ultimamente, o telefone toca logo cedo, inclusive aos sábados, uma mensagem pré gravada diz alô e quando você responde a ligação simplesmente cai. E isso se torna intermitente e num intervalo curto de tempo.

Há ainda aquelas ligações que quando você atende a linha já cai, ou um robô do outro lado pergunta e pede para você apertar a tecla x, y, z se você for o devedor ou dar o recado a este.

Perda de Comanda

25 Jan 2018
Publicado em Artigos

 

 

 

 

 

Você já foi para a casa noturna e acabou por perder a comanda? E na saída quiseram te cobrar um absurdo por isso?

Saiba que você tem seus direitos quando há perda de comanda nesses estabelecimentos.

Patrocinadores